BAR DO JUAREZ * SP

O Bar do Juarez é um dos bares mais conhecidos dos paulistanos. Tornou-se referência de um charmoso e bem decorado boteco lembrando o centro velho de São Paulo. A primeira unidade foi inaugurada há 18 anos em Moema e logo tornou-se referência e ponto de encontro na região para um bom happy hour.

O proprietário Juarez Alves, sentiu necessidade de uma segunda casa onde inaugurou Itaim, depois Brooklim e Pinheiros. Hoje é um sucesso com suas quatro casas funcionando diariamente.    

O carro chefe do cardápio e muito conhecido é a PICANHA DO JUAREZ FATIADA, SERVIDA NO RÉCHAUD –  Acompanha repolho, farofa, alho torrado, vinagrete e pão italiano. Realmente é muito boa e talvez seja até o melhor prato oferecido na casa.

A grande novidade é que o Bar do Juarez lançou buffet completo self-service de feijoada nas quatro unidades. Itaim, Moema, Brooklin e Pinheiros – a partir de agora passam a oferecer buffet completo por apenas R$ 54,90. Ah! e conta com 17 saborosos pertences: pé, rabo, orelha, carne seca, costelinha, paio, couve, torresmo, bisteca, lombo, farofa, mandioca frita, banana à milanesa, laranja fatiada, língua, arroz e feijão preto. Para acompanhar, o Bar do Juarez sugere batidinha de limão e caldinho de feijão, também inclusos no preço. O interessante que são oferecidas em cumbucas separadas onde você pega o que gosta.

As unidades do Itaim e Pinheiros oferecem o buffet às quartas-feiras, das 12h às 15h, e aos sábados e domingos, das 12h às 17h. Já as casas Moema e Brooklin apenas aos finais de semana, das 12h às 17h.

AVALIAÇÃO / CONCEITO DE LUXO (11/2017)

Eu estive almoçando a feijoada no Juarez na unidade do bairro de Pinheiros/SP e fiquei perplexo com o tamanho da casa, a beleza da decoração e a descontração do ambiente. É uma casa ampla, arejada e realmente nos remeti a São Paulo antigo com muito bom gosto.

Quanto a feijoada eu gostei muito da ideia de separar as cumbucas. Acho sempre interessante o cliente ter a opção de pegar as carnes de sua preferência.Só tenho uma observação a fazer: a parte das guarnições ficaram um pouco fria. É aquele problema, se você deixa a cumbuca com fogo acaba secando a carne, se apaga o fogo, fica fria!. A solução seria essas guarnições virem da cozinha quente assim que o cliente sentar à mesa. Ele escolheria a bisteca ou polenta frita, enfim…o que tem vontade de comer e vir quente e feito na hora.

É mais trabalhoso, mas fica mais gostoso para degustar. Achei também a feijoada um pouco aguada. Comentei com o responsável e ele argumentou que se colocar no buffet totalmente pronta o feijão chega a derreter. Portanto, tem que ser aos poucos para o caldo se tornar mais consistente . Eu não aceitei esse argumento, pra mim você tem que sentar à mesa e comer a feijoada exatamente com o caldo grosso e na hora certa. Não importa, se está servido, tem que estar pronta. Mas resumindo, a feijoada é razoável!

O melhor é o caldinho de feijão. Muito bem feito, quente e saboroso. Eu adorei!        

O endereço das unidades estão no site: www.bardojuarez.com.br

 

Vá e comprove!

Por Luis Guilherme Zenga

Sobre Luis Guilherme

View all Posts

Luis Guilherme Zenga, Jornalista, 20 anos com passagens por diversas editorias desde Área Têxtil, Moda, Beleza, Cidades, Entretenimento e há 10 anos apaixonado pela editoria de Gastronomia e Turismo. Criei o Conceito de Luxo Magazine, por ter a cobrança de meu leitor em dar a minha opinião pessoal sobre as matérias que escrevo nos veículos que atuo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*