A IMPORTÂNCIA DA TAÇA CERTA PARA O VINHO

A nova coleção “VINUM XL” da RIEDEL: qualidade, design e funcionalidade numa taça de cristal.

15356024_1839032309707278_1914320375_n-copia

 

Num primeiro momento uma taça pode representar apenas um mero recipiente que acolhe o vinho, no entanto, uma taça é muito mais do que isso! No mercado existe uma infinidade de taças com variados formatos e materiais, e que, para o consumidor de vinhos desavisado, podem representar apenas uma diversidade estética. Mas não é bem assim…

15328359_1839032766373899_1130059039_n

Atualmente, o formato de uma taça está intrinsecamente relacionado a um melhor aproveitamento das percepções aromáticas e gustativas do vinho, não sendo nenhum exagero afirmar que a taça adequada ajuda a conduzi-lo corretamente para o nariz e a boca, de maneira a realçar suas cores, seu “bouquet” e seus sabores, bem como enaltecer as características específicas de cada varietal!

15310481_1839032273040615_1097908059_n

Vale lembrar que alguns detalhes devem ser observador ao escolher-se uma taça correta, sendo que o primeiro ponto é primar por uma que seja totalmente transparente, haja vista que o que se quer observar é a bela coloração do vinho, com suas diversas nuances, assim como as minúsculas e charmosas borbulhas de um bom espumante, o que se torna geralmente inviável numa taça colorida!15356147_1839032263040616_312475074_n

A IMPORTÂNCIA DA TAÇA CERTA PARA O VINHO

No que concerne ao material, três opções válidas se apresentam no mercado: cristal, cristal de vidro ou simplesmente vidro. E, antes que algum leitor nos questione, as taças de plástico devem ser utilizadas de forma excepcional e em situações de total informalidade como uma praia, à beira da piscina, etc. Vale mencionar ainda que foram lançadas as chamadas “taças inquebráveis”, feitas com um material chamado “Kwarx”… mas há controvérsias.

15403056_1839032253040617_1672019637_n

A diferença entre esses materiais está no teor de chumbo presente. Uma taça de cristal, por exemplo, tem até 24% de chumbo, já o cristal de vidro apresenta cerca de 10%, e o vidro não tem chumbo. A importância do chumbo está na leveza, delicadeza e sonoridade que aporta à taça, tornando-a mais fina em espessura. Outrossim, as taças de cristal são mais porosas, permitindo que se consiga uma maior concentração de aromas, pois o movimento de girar o vinho no seu interior força as moléculas contra a sua parede áspera, quebrando-as.

15319483_1839032759707233_1341856596_n

Pensando em tudo isso é que a RIEDEL, uma empresa com mais de 250 anos de história desenvolvendo cristais de altíssima qualidade, tem se dedicado desde a década de 1960 à produção de linhas de taças, com formatos e tamanho de bojo meticulosamente desenhados para garantir que cada vinho tenha realçado suas qualidades, valorizando de maneira surpreendente todas suas nuances.

15328359_1839032766373899_1130059039_n

Não é nenhum exagero afirmar que a RIEDEL mudou de vez a história das taças para vinho, abandonando os modelos de pequena capacidade, grossos e lapidados, em favor de taças grandes e finas, impecavelmente transparentes, capazes de valorizar ao máximo todas as qualidades de um bom vinho. Nos dias de hoje, este é o formato tomado como padrão no mundo do vinho.

Sobre as taças RIEDEL, Robert Parker, talvez o maior crítico de vinhos da história, afirmou que, tanto tecnicamente como hedonisticamente, as taças produzidas pela secular empresa exercem um efeito profundo sobre o vinho, não sendo possível enfatizar o suficiente a enorme diferença que elas fazem.

A excelência das taças pôde ser comprovada na Master Class da RIEDEL, conduzida por Guilherme Mantovani, e realizada em parceria com a Importadora Mistral, representada pela Cristina Geremais, para apresentar a nova “Coleção VINUM XL”, considerada a sua nova geração de taças de vinho, desenvolvida para caldos arrojados e concentrados.

Trata-se de uma coleção fabricada mecanicamente em cristal na Baviera, Alemanha, composta por três tipos de taças, a “Pinot Noir”, a “Syrah” e a “Cabernet Sauvignon”. São grandes, luxuosas, e, como o nome indica, específicas para cada uma das castas citadas.

15356024_1839032309707278_1914320375_n

 

Na ocasião pudemos perceber como uma taça adequada às características de uma determinada varietal enaltece, de fato, os aromas dos vinhos a partir dela produzidos, bem como suas características gustativas!

Agora nossos leitores terão duas missões! Escolher o vinho e a taça!

Um beijos e um brinde!

Marcio Morena /Enófilo

 

 

 

Sobre Luis Guilherme Zenga

View all Posts

LUIS GUILHERME ZENGA – Jornalista de formação, com 25 anos atuando na área, passou por diversas editorias desde Área Têxtil, Moda, Beleza, Comportamento, Cidades e Entretenimento. Há 15 anos escrevendo nas editorias de Gastronomia, como crítico gastronômico, Enogastronomia (Vinhos e Cervejas) e Turismo Gastronômico. Colaborador no GOOGLE MAPS, avaliando Restaurantes visitados e tendo mais de (Cinco milhões e trezentas mil visualizações comprovadas) até a data de 01/2019.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*