EVENTO * US FOOD EXPERIENCE

AVALIAÇÃO CONCEITO DE LUXO

Foi no Museu da Casa Brasileira, no Restaurante Santinho ao lado da chef Morena Leite, que o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), em parceria com o Departamento Cultural do Consulado Geral dos Estados Unidos em São Paulo, convidou o Conceito de Luxo para participar do evento #USFoodEXPERIENCE: Culinary Lab São Paulo.


Eu estive presente no jantar e o Chef Brian Connors e o professor John Buschman, acadêmico da Florida International University (FIU), conduziram os participantes a uma experiência através da regionalidade da gastronomia norte-americana.


Deliciosos pratos foram servidos na noite, além do chef nos dar a honra de prepará-los aos nossos olhos. Eu adorei!
Fomos recepcionados um um coquetel de boas vindas com diversos petiscos e drinks. Fiquei surpreso com os petiscos apresentados, todos deliciosos e muito saborosos. Na verdade, o que mais me surpreendeu foi este delicioso Croquete de costela do Arkansas com Vinagrete de Tabasco. Delicioso!

Iniciamos o jantar com uma Salada de Feijão Vermelho Americano, Milho e Quinoa. Todos os ingredientes desta salada se integraram de forma perfeita. Muito bem feita e completa.

Já o prato principal provamos Polaca do Alasca em Crosta de Ervas e Mostarda – Delicioso este peixe, uma pequena crosta na parte superior fez toda a diferença, além de estar muito saboroso.

Na sequência provamos a Picanha do Alaska com Chutney de Abacaxi – Muito bem preparado essa picanha, a carne de uma maciez única e especial, de tão macia que você cortava com o garfo. Já o chutney muito bem feito e a combinação dos dois fez o prato tornar-se  de uma elegância e sabor incrível!

Finalizamos com a sobremesa – Crumble de Pera Americana e Sorvete de Baunilha – Achei um pouco comum, até muito simples para um jantar onde os pratos salgados tenham me surpreendido mais por sabor e apresentação. Gostei, mas não amei!

INFORMAÇÕES DA ASSESSORIA DE IMPRENSA APROVADA PELO “CONCEITO DE LUXO” PARA DIVULGAÇÃO

A Missão Diplomática dos EUA no Brasil, por meio do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), apresentou um evento da campanha “#USfoodEXPERIENCE que tem como objetivo promover a gastronomia e os produtos de excelência dos Estados Unidos.
A campanha tem como esqueleto o mapa delineado pela James Beard Foundation, fundação sediada em Nova Iorque que busca difundir a cultura norte-americana em torno do alimento, promover cultura e inspirar novos talentos. O mapa está dividido em seis regiões: Nordeste, Sul, Sudeste, Meio-Oeste, Oeste e Costa do Pacífico, cada região é influenciada pela sua geografia, seu povo, sua história e contexto social.

Com uma agenda repleta de workshops e evento fechado para imprensa, convidados e formadores de opinião, o USDA trouxe ao Brasil os chefs Brian Connors e John Buschman, ambos da renomada Florida International University (FIU) para ministrarem esses encontros e apresentarem a diversidade de sabores, ingredientes típicos e produtos de cada região. Um deles, um mega evento no Museu da Casa Brasileira.

Chef Brian Connors
Brian Connors é sócio-gerente da Connors Davis Hospitality e professor na Escola de Hospitalidade e Gestão de Turismo da Chaplin, da Universidade Internacional da Flórida Em sua trajetória profissional, Brian já foi consultor de vinhos da Celebrity Cruises, foi por onze anos professor no ensino da Johnson & Wales University nos programas College of Culinary Arts e Hospitality Management. Ensinou Produção Avançada de Culinária, Marketing Estratégico de Serviços Alimentícios, Alimentos e Bebidas Internacionais, Fundações de Vinho, Vinhos Globais Avançados, Artes de Cerveja e Gestão Estratégica. Diplomado em gastronomia pela Johnson & Wales University, formou-se como Sommelier no Culinary Institute of America em Napa Valley e é certificado pelo Tribunal de Master Sommelier. Atualmente, atua como embaixador de admissões de ex-alunos na Universidade Cornell para a School of Hotel Administration e membro do conselho da Cornell Hotel Society.

John Buschman
John Buschman atuou em cargos executivos nas principais operações de turismo e hospitalidade nos Estados Unidos, Brasil, México, Espanha e Caribe. Atualmente, leciona cursos de responsabilidade social corporativa e turismo internacional na Escola de Hospitalidade e Turismo da Universidade Internacional da Flórida (FIU), em Miami. Obteve seu Ph.D. em Bem-Estar Social da Escola de Saúde Pública e Serviço Social Robert Stempel e mestrado em Gestão de Hospitalidade. John também atua nos conselhos de administração do Florida Food Policy Council e na Sustainable Events Network, Florida & Caribbean.

Conheça um pouco da cultura culinária americana por região:
Nordeste – Formada pelos estados de Maine, New Hampshire, Vermont, Massachusetts, Rhode Island, Connecticut, Nova York, Nova Jersey, Delaware e Pensilvânia, essa região é conhecida pelas refeições saudáveis trazidas por colonos britânicos e famosas por pratos de frutos do mar pescados localmente. Esta é também a terra da Carne Assada Yankee, do feijão cozido de Boston, New England Clam Chowder e da lagosta do Maine.

Sudeste – Formada por Washington, DC e pelos estados de Maryland, Virgínia, Kentucky, Carolina do Norte, Carolina do Sul, Tennessee, Arkansas, Louisiana, Mississipi, Alabama, Geórgia e Flórida, e encerrada pelo Oceano Atlântico, o Golfo do México e o Mar do Caribe, a região Sudeste é uma fonte inesgotável de frutos do mar e peixes de água salgada que são frequentemente apresentados na cozinha do sudeste com influências francesas e africanas perceptíveis na culinária “criola” e “cajun”.

Sudoeste – A culinária dos estados do Arizona, Novo México, Texas e Oklahoma é influenciada pelos índios americanos, os primeiros colonizadores espanhóis e os mexicanos que vivem na região. Inclui uma variedade de pratos preparados com ingredientes locais e muitas vezes recheados com especiarias de estilo mexicano. Culinária Tex-mex é uma variante da culinária do sudoeste que é mais popular no Texas e ao longo da fronteira mexicana. Pratos populares como churrasco e chili são tão populares que muitos lugares têm festivais anuais e concursos de churrasco com prêmios para as melhores receitas. O Sudoeste também é a origem de salsa, nachos, tacos e burritos nos Estados Unidos.

Pacífico – Formada pelos estados de Washington, Oregon, Califórnia, Havaí, Alasca, Guam, Samoa Americana e Ilhas Marianas, esta cozinha de estilo do Pacífico reflete a composição étnica da região, com influência notável das tradições asiáticas e nativas americanas. Ingredientes comuns na culinária incluem salmão, mariscos e outros frutos do mar frescos, carnes de caça como alces, cogumelos locais e frutas – como peras, cerejas, maçãs, mirtilos e uvas.

Oeste – Composta pelos estados de Nevada, Idaho, Montana, Wyoming, Colorado e Utah, a culinária no Oeste recebe influência das culturas nativas americanas e hispânicas, bem como dos colonizadores que vieram no século XIX. A cultura rural permeia a culinária ocidental, com refeições centradas em carne bovina, chili, carne de porco defumada, carne seca, como alces e veados, aves e trutas.

Meio-Oeste – Formada pelos estados de Dakota do Norte, Dakota do Sul, Nebraska, Kansas, Missouri, Iowa, Minnesota, Wisconsin, Illinois, Indiana, Michigan e Ohio, nessa região há muitas influências, incluindo alemã, britânica, italiana, húngara e escandinava. Imigrantes desses países vieram para a região e trouxeram suas tradições culinárias e culturais com eles. O que resulta em pratos com produtos, como milho e carne bovina, além de produtos lácteos. Pão de trigo e broa de milho normalmente acompanham as refeições. Os pratos principais podem incluir assados, ensopados e pratos feitos com truta ou outro peixe branco.

Sobre os produtos utilizados no evento:
Blueberries, U.S. Highbush Blueberry Council
O blueberry americano, reconhecido como um dos melhores do mundo, é uma das frutas que mais representam os Estados Unidos. Blueberries do tipo highbush representam 91% de todos os blueberries que crescem nos EUA. Em 2018, a produção americana foi de quase 240 mil toneladas métricas. Os grandes produtores da fruta, tanto fresco quanto processado, se concentram na região oeste do país, com Oregon, Califórnia e Washington na liderança. O U.S. Highbush Blueberry Council é uma organização que promove ativamente o consumo de blueberries highbush em todo o mundo. Atualmente, mais de 2400 membros produtores e processadores de blueberries fazem parte do Conselho, oferecendo os mais diversos formatos da fruta (fresco, congelado, desidratado, concentrado, em pó, puré, etc). www.blueberries.com.br e @amoblueberry

Brooklyn Brewery, Cerveja Artesanal
Com mais de 30 anos de atividade, a Brooklyn Brewery é globalmente reconhecida pela produção de excelentes cervejas artesanais e por seu renomado brewmaster Garrett Oliver, que é referência em todo mercado cervejeiro. Com fábrica no tradicional bairro nova-iorquino, apresenta a Brooklyn Lager (medalha de ouro no Beer World Cup 2018, na categoria Amber Lager) e East IPA (potente, porém equilibrada, é uma unanimidade entre os apreciadores da boa cerveja). No Brasil, a marca é distribuída pela Beer Maniacs há 10 anos e acompanhando a crescente tendência do segmento, a cervejaria decidiu montar no final do ano passado, um time próprio de comunicação e marketing no intuito de se aproximar dos consumidores neste mercado. www.brooklynbrewery.com e @bklynbrazil

Kentucky Bourbon Evan Williams
É um Kentucky Straight Bourbon cheio de personalidade. Com o nome de Evan Williams, que abriu a Primeira Destilaria do Kentucky ao longo das margens do rio Ohio em 1783, a idade é muito maior do que o exigido por lei. O resultado é um Bourbon que é suave, rico e fácil de apreciar. Prova: 86; Cor: Âmbar Médio; Nariz: leve com baunilha profunda e hortelã; Paladar: Notas de carvalho, açúcar mascavo e caramelo Acabamento: médio a longo. Evan Williams é vendido no Brasil pela Casa Flora. www.evanwilliams.com e @evanwilliamsbourbon

Feijão Vermelho e Feijão Tigre, United States Dry Bean Council
Com sua cor vermelha marcante, o feijão vermelho americano é repleto de proteínas, fibras solúveis e insolúveis, folato (vitamina B9), magnésio, potássio, e vários outros componentes necessários para uma boa saúde. Para disseminar isso, o United States Dry Bean Council dá voz à indústria do feijão e fornece informações aos consumidores, profissionais de saúde, compradores, fornecedores e mídia sobre o bom gosto, o valor nutricional e a versatilidade dos grãos. O USDBC é uma associação comercial privada composta por líderes da indústria do feijão com o objetivo comum de promover o comércio de grãos comestíveis dos EUA, tanto nos Estados Unidos quanto no exterior, e educar os consumidores dos EUA sobre os benefícios do feijão. www.usdrybeans.com e @usdrybeans

Picanha e Costela de Arkansas, PMI FoodService
Carnes macias, suculentas e saborosas, assim são os cortes premium da raça Black Angus do estado americano de Arkansas, da Creekstone Farms. A marca é representada no Brasil com exclusividade pela PMI Distribution, uma plataforma de negócios do grupo PMI Foods, focada em distribuir alimentos para as cadeias locais de abastecimento, incluindo atacadistas, varejistas, redes de restaurantes e indústrias de larga escala. Com mais de 20 anos de atuação, a empresa atende todo o Brasil e conta com produtos alimentícios como carnes importadas congeladas e resfriadas de cortes bovinos, ovinos e aves de algumas das maiores empresas alimentícias do mundo, assim como cortes especiais de alta qualidade e porcionados para churrasco. As carnes Creekstone Farms, que vem diretamente de Arkansas, contam com a certificação de qualidade do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos). www.pmifoods.com e @pmifoodservice

Peixes selvagens do Alasca: Salmão Selvagem Sockeye, Black Cod e Genuína Polaca do Alasca
São três espécies de pescados selvagens, naturais e sustentáveis provenientes das águas frias do Alasca utilizados no evento: Genuína Polaca do Alasca, Salmão Selvagem Sockeye e Black Cod. As espécies de qualidade superior (já que não recebem aditivos químicos, nem corantes ou antibióticos) são congeladas poucas horas após a pesca e são promovidas pela agência governamental Alaska Seafood Marketing Institute; o salmão selvagem sockeye e o black cod são importados pela Frescatto Company, enquanto a genuína polaca do Alasca em blocos é importada pela Noronha Pescados.
www.alaskaseafood.com.br e @peixesdoalascabrasil
www.noronhapescados.com.br e @noronha.pescados
www.frescatto.com.br e @frescatto

Peras, USA Pears
A USA Pears é uma associação que reúne 1.600 produtores da fruta nos estados de Oregon e Washington nos Estados. Responsável pelo cultivo, produção e colheita de peras americanas que chegam para mais de 50 países ao redor do mundo. Os pomares regulamentados pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) –, seguem as exigências crescentes e específicas de cultivo, o que resulta em frutas frescas e orgânicas, abundantes da primavera ao outono americano. As peras USA Pears são colhidas à mão das árvores a cada safra e representam, em números, 84% da fruta total encontrada nos Estados Unidos, o equivalente a 582 mil toneladas por ano. www.facebook.com/usapearsbrasil e @usapearsbrasil

Vinhos Californianos, Wine Experience
Desde o Julgamento de Paris, em 1976, quando os vinhos californianos superaram os franceses em uma degustação às cegas, a Califórnia é reconhecida pela excelência de sua produção vinícola, sendo responsável por 90% dos vinhos dos Estados Unidos. É na costa da Califórnia que estão as badaladas regiões de Sonoma, Mendocino e Napa, por exemplo, que produzem vinhos de altíssima qualidade. Representando essas regiões, a Wine Experience é a primeira importadora no Brasil voltada exclusivamente para vinhos dos Estados Unidos. Representa importantes rótulos do cenário mundial, provenientes de vinículas de pequeno e grande porte. www.wineexperience.com.br e @wineexperience_oficial

Serviço: #USfoodEXPERIENCE: Culinary Lab São Paulo – D0B97D05Siga-nos @usfoodexperience

Por Luis Guilherme Zenga

Fotos/ Conceito de Luxo

Sobre Luis Guilherme Zenga

View all Posts

LUIS GUILHERME ZENGA – Jornalista de formação, com 25 anos atuando na área, passou por diversas editorias desde Área Têxtil, Moda, Beleza, Comportamento, Cidades e Entretenimento. Há 15 anos escrevendo nas editorias de Gastronomia, como crítico gastronômico, Enogastronomia (Vinhos e Cervejas) e Turismo Gastronômico. Colaborador no GOOGLE MAPS, avaliando Restaurantes visitados e tendo mais de (Cinco milhões e trezentas mil visualizações comprovadas) até a data de 01/2019.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*