GELATINA, SEUS BENEFÍCIOS & DR.OETKER

A Dr. Oetker enviou para o Conceito de Luxo suas gelatinas para serem testadas e degustadas da melhor forma criativa possível. Eu já conhecia a marca, uso alguns produtos e a gelatina é uma paixão. Eu sempre dou um toque criativo que pode servir de dica pra você fazer para os seus convidados. Preparar gelatina não requer talento algum, basta seguir a medida de água da caixa e está pronta. Dica: eu usei bolinhas de chocolate pra decorar e dar um toque diferente na minha sobremesa, fica gostoso, criativo e dá um toque especial.  

 

 

 

O PRODUTO – GELATINA

As Gelatinas com Frutas e Vegetais da Dr. Oetker são fontes de  vitaminas (A, C, D e E) e minerais (selênio e zinco). Com zero açúcar e adoçadas com sucralose, elas são feitas à base da polpa de frutas e vegetais o que confere às gelatinas combinações de sabores deliciosas  como  “Abacaxi, hortelã, gengibre e couve”; “Tangerina, capim santo,  limão siciliano, cenoura e berinjela” e “Cranberry, mirtilo, morango,  beterraba e berinjela”, inspiradas nos conceitos detox e antiox, que  têm ganhado bastante atenção do público ultimamente.

Benefícios da Gelatina

Quais são os reais benefícios da gelatina para a saúde?

Controlar a alimentação, fazer exercícios e contar calorias são parte fundamental de qualquer programa de perda de peso, mas manter uma dieta com proteínas de qualidade também é essencial para quem precisa emagrecer. Isso porque, tão importante quanto cortar determinados alimentos do cardápio (como doces, frituras e refrigerantes), é incluir na alimentação diária proteínas de alto valor nutritivo que aumentam a saciedade com poucas calorias.

E quando falamos em proteínas com baixo valor calórico não podemos deixar de lado a gelatina. O alimento é uma excelente fonte de colágeno e outros aminoácidos essenciais não apenas para a pele como também para todo o corpo.

A gelatina nada mais é do que uma substância naturalmente incolor normalmente obtida a partir do cozimento de determinados tecidos animais, como a pele e a cartilagem bovina.

Obtém-se a gelatina a partir da hidrólise parcial do colágeno, a proteína que dá sustentação à pele e participa da estrutura dos ossos e tendões.

Ágar-Ágar

Além da tradicional gelatina de origem animal, também existe um tipo obtido a partir de determinadas algas marinhas. Trata-se do ágar-ágar, uma substância existente em algumas algas vermelhas e que apresenta sabor neutro.

Como possui origem vegetal, a gelatina de ágar-ágar tem composição nutricional diferente da gelatina convencional, e também não necessita de resfriamento para endurecer. Mas, assim como a gelatina obtida a partir de tecidos animais, o ágar-ágar é uma ótima fonte de colágeno na dieta e pode ser utilizado por vegetarianos.

Uma suplementação da proteína é então mais do que necessária para repor as perdas naturais da idade. Como é rica na proteína de origem animal, a gelatina serve para manter a saúde da pele, ossos, cabelos e unhas.

Consumir gelatina regularmente também pode colaborar para a perda de peso, manutenção do tônus muscular e ainda evitar o surgimento das indesejadas celulites e estrias. O colágeno é ainda indispensável para o processo de cicatrização.

O colágeno é a proteína mais abundante do corpo humano, constituindo cerca de 25% de toda a proteína corporal. É ele o principal elemento fibroso dos ossos, pele, dentes e tendões. Sua principal função é garantir a elasticidade e a sustentação da pele, das cartilagens, dos ossos, dos ligamentos e dos tendões. O nutriente é constantemente reposto em nosso corpo através do consumo de uma alimentação rica nos aminoácidos glicina, prolina e hidroxiprolina e em vitamina C.

Além da gelatina, os peixes, ovos, frango carnes vermelhas com baixo teor de gordura e o gérmen de trigo são alguns dos alimentos que promovem a síntese a colágeno devido ao seu alto teor proteico. Como são fontes de vitamina C, as frutas cítricas também devem estar presentes na alimentação para favorecer a formação de colágeno.

Gelatina x Colágeno

Uma dúvida bastante comum é quanto à diferença entre a gelatina e o colágeno. Enquanto o colágeno comercializado em casas de produtos naturais está na forma pura, a gelatina que encontramos no supermercado tem um teor menor da proteína em sua composição.

De cada 100 gramas de gelatina que você consome, apenas 10 gramas são formadas por proteínas, e destas apenas 5 gramas são de colágeno.

Já o colágeno pode ser encontrado na forma pura, sem corantes e aromatizantes. É também possível adquirir o colágeno hidrolisado. Isso significa que a proteína passou por um processo que “quebrou” suas moléculas (hidrólise). Com isso, o colágeno é mais facilmente absorvido e aproveitado pelos tecidos do corpo.

Propriedades da gelatina

A gelatina se destaca tanto pelo seu alto valor nutritivo quanto pelo baixo teor de calorias. Uma porção de 12 gramas (equivalente a um envelope) de gelatina sem sabor e sem açúcar fornece aproximadamente 10 gramas de proteína e apenas 42 calorias.

Já a gelatina com açúcar contém 380 calorias por porção de 100 gramas de pó. A mesma quantidade de gelatina diet contém 1,4 gramas de proteína e apenas 7 calorias.

Outros nutrientes da gelatina: vitaminas A, C e D, zinco, selênio e sódio. A gelatina fornece ainda 9 dos 10 aminoácidos essenciais (a substância não é fonte de triptofano) e não contém gordura ou colesterol.

Benefícios da Gelatina – Para que serve e propriedades

O consumo regular de gelatina traz uma série de benefícios para o corpo, sendo os principais:

Gelatina não emagrece, mas pode ser considerada um excelente alimento para as dietas para perder peso. Além de trazer saciedade com poucas calorias, a gelatina é ainda uma fonte de proteínas. Essas propriedades da gelatina garantem um maior controle do apetite, já que a gelatina é volumosa e suas proteínas retardam a digestão. O resultado é uma diminuição da vontade de comer, uma vez que o estômago permanece preenchido por mais tempo.

O maior controle do apetite promovido pela gelatina pode também estar relacionado ao GLP-1, ou peptídeo semelhante ao glucagon. Secretado por células intestinais, o hormônio está ligado aos mecanismos de saciedade.vUm estudo publicado em 2008 no periódico “Eating and Weight Disorders” sugere que os níveis de GLP-1 aumentaram significativamente quando pacientes obesos consumiam gelatina.

É claro que a gelatina não faz milagres, sendo portanto necessário que seu consumo venha acompanhado de uma dieta hipocalórica e rica em verduras, legumes e cereais integrais.

Além de atuar para a manutenção do tônus muscular, a gelatina também serve como fonte de aminoácidos importantes para a construção de massa magra. Ainda que não contenha triptofano e seus níveis de metionina deixem a desejar, a gelatina chega a fornecer mais de 20% da ingestão diária recomendada de proteína (levando-se em consideração um consumo de 12 gramas de gelatina em pó para um adulto de 60 kg).

O fato de não ser uma proteína completa significa que você deverá ter outras fontes de proteína na dieta para ganhar massa muscular, mas a gelatina pode ser uma alternativa para quem procura variar as fontes proteicas na dieta.

Outro benefício da gelatina no ganho de massa muscular se deve à atuação do aminoácido L-glutamina. Presente em grande quantidade na gelatina, a L-glutamina ajuda a elevar os níveis de hormônio do crescimento (HGH). Este por sua vez estimula a síntese de proteínas necessárias para a hipertrofia muscular.

Vamos de Gelatina Dr. Oetker?

Por Luis Guilherme Zenga

Sobre Luis Guilherme

View all Posts

Luis Guilherme Zenga, Jornalista, 20 anos com passagens por diversas editorias desde Área Têxtil, Moda, Beleza, Cidades, Entretenimento e há 10 anos apaixonado pela editoria de Gastronomia e Turismo. Criei o Conceito de Luxo Magazine, por ter a cobrança de meu leitor em dar a minha opinião pessoal sobre as matérias que escrevo nos veículos que atuo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*