OUTUBRO ROSA * DEGUSTANDO VINHOS ROSÉS POR UMA CAUSA NOBRE

Participamos do coquetel para o lançamento da linha de vinhos rosés da Grand Cru, a maior cadeia de lojas de importação de vinhos exclusivos do país. O motivo brinde não poderia ser mais nobre: chamar a atenção para a realidade atual do câncer de mama e para a importância do diagnóstico precoce. 

 

O nome remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades.

O movimento começou nos Estados Unidos, onde vários Estados tinham ações isoladas referente ao câncer de mama e ou mamografia no mês de outubro, posteriormente com a aprovação do Congresso Americano o mês de Outubro se tornou o mês nacional (americano) de prevenção do câncer de mama. Degustamos excelentes rosés, destacando-se o surpreendente italiano da região de Puglia, o “Tra Mari”, da vinícola San Marzano, elaborado com a varietal Primitivo. No nariz frutas silvestres maduras, destacando-se morangos, cerejas e framboesas, e notas de mamão com creme de cassis. O paladar é saboroso, fresco e marcado pela acidez bem equilibrada que harmoniza com frutos do mar. Uma ótima escolha a um preço justíssimo: R$ 69,00.

Vale lembrar que os rosés apresentam uma coloração intermediária entre os tintos e brancos, que vai de tons alaranjados ao púrpura, variando de acordo com as uvas e técnicas de fermentação utilizadas, os vinhos rosé geralmente apresentam aromas de bagas e outras frutas vermelhas (como framboesas, cerejas, morangos e arando). Alguns apresentam um ponto mais intenso de amoras ou ameixas, outros, por sua vez, rosa mosqueta. Outrossim, podem-se encontrar notas herbáceas nos vinhos mais límpidos.

Em boca esses aromas de bagas e de frutas vermelhas devem ser confirmados, bem como uma acidez equilibrada que lhe aporta refrescância, mesmo um toque cremoso e pode ser perceptível nos vinhos rosé mais robustos. Mas note-se que, apesar de sua leveza, o retrogosto deve ser proeminente.

O rosé contextualiza muito bem com uma refeição ao ar livre, e harmoniza com saladas leves, mariscos, crustáceos, frutas e queijo suaves… É um vinho versátil, que resulta excelente com pratos levemente temperados, devendo-se tomar cuidado para não anular o seu delicado sabor! 

Ao comprar um vinho rosé, deve-se estar atento ao ano de sua elaboração, ou seja, quanto mais jovem melhor, pois trata-se de um vinho delicado, não concebido para envelhecer! Portanto, nada de deixá-lo na adega… Consuma-o imediatamente!

Parabéns à Grand Cru pela nobre iniciativa e também por popularizar o vinho rosé, tão adequado ao nosso clima!

Um beijo e um brinde!

Marcio Morena/Enófilo

Sobre Luis Guilherme

View all Posts

Luis Guilherme Zenga, Jornalista, 20 anos com passagens por diversas editorias desde Área Têxtil, Moda, Beleza, Cidades, Entretenimento e há 10 anos apaixonado pela editoria de Gastronomia e Turismo. Criei o Conceito de Luxo Magazine, por ter a cobrança de meu leitor em dar a minha opinião pessoal sobre as matérias que escrevo nos veículos que atuo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*