VINHOS À BORDO DOS CRUZEIROS DA COMPANHIA ITALIANA COSTA

Degustar é preciso! Conheça a seleção de vinhos oferecidos à bordo dos cruzeiros realizados pela companhia italiana Costa. Marcio Morena conta tudo no Conceito de Luxo.

Como já dizia o célebre ditado de Pompeu (proferido no século I a.C. para encorajar os marinheiros a cruzar os mares): “Navegar é preciso”. E, claro, já aproveitamos e fizemos uma paródia da frase…

Nos últimos anos os brasileiros têm feito cada vez mais cruzeiros de férias. Com uma excelente relação custo-benefício, um cruzeiro oferece toda uma infraestrutura luxuosa de hospedagem, de alimentação e de bebidas, além de entretenimento diário e muitas opções de passeios, tudo de forma muita segura, o que o torna uma ótima opção para todos os tipos de viajantes, principalmente os da melhor idade.

Os destinos e a duração são os mais diversos, há opções mais simples como os minicruzeiros de 3 a 5 dias pela costa brasileira, mas também há viagens que cruzam oceanos e continentes. Dentre as mais longas, tornaram-se muito populares entre o público brasileiro as “travessias”, ou seja, viagens que duram entre 15 e 22 dias e que partem dos principais portos do Brasil com destino a algum porto Europeu.

Unindo a curiosidade dessa experiência com a participação na Vinitaly 2017, a maior feira de vinhos da Itália a realizar-se entre os dias 9 e 12 de abril, resolvemos aventurar-nos numa travessia com saída de Santos e destino à Gênova, pela Costa Cruzeiros.

 A maioria das linhas de cruzeiros da Costa oferecem em todos os seus bares e restaurantes algumas opções mais simples de vinhos tinto, branco e rosé, e uma carta especial de clássicos, com ótimas opções para quem quiser investir mais.

Essa seleção “premium” é oferecida nas cartas dos restaurantes e no bar especializado em vinhos (“Wine Bar”). Vamos então comentar sobre um vinho genérico branco e um tinto servidos em todos os bares e restaurantes, e sobre algumas das opções da Carta especial.

Vale ressaltar que – como não poderia deixar de ser! – todos os vinhos genéricos são italianos! E começamos pelo branco, um dos nossos favoritos: o Soave Clássico DOC da vinícola Pasqua.

É um vinho procedente da região italiana do Vêneto, conhecida como DOC Soave, de solo vulcânico e muito fértil, onde as vinhas crescem de maneira amontoada em terraços ou pérgolas, entre charmosas vilas nas montanhas. Elaborado a partir das varietais brancas Garganega e Verdicchio (também chamada de Trebbiano di Soave).

O que degustamos possuía uma coloração amarelo pálido, com tons esverdeados,  translúcido e brilhante, com lágrimas finas e abundantes. No nariz relevou-se um elegante aroma de frutas cítricas, destacando-se maçã verde, maracujá e limão, além de um toque mineral e nuances de amêndoas. Em boca é equilibrado, com boa acidez, corpo médio, grande frescor, boa adstringência, e confirmação das frutas cítricas em boca. Ótima persistência.  

Já dos tintos oferecidos vamos comentar sobre o Cabernet da vinícola Corte Viola, um monovarietal, também da região do Vêneto. De coloração vermelho rubi com reflexos púrpura, lágrimas finas e abundantes, brilhante e de corpo médio, apresentou um “bouquet” sem grande complexidade, de frutas negras frescas, toque herbáceo e nuances de violeta. Em boca relevou-se boa acidez, frescor, equilíbrio, média persistência.

Da Carta especial, destacamos alguns clássicos como o Champagne Dom Perignon, da Môet & Chandon, ao preço de $200 dólares a garrafa, o Puligny-Montrachet 1er Cru da Louis Jadot, ao preço de $100,00 dólares a garrafa, e o famosíssimo Sassicaia da Bolgheri, a  $250 dólares a garrafa, e também opções interessantes a melhor preço como o Tignanello Igt da Antinori a $90,00 dólares e o Chablis 1er Cru Domaine du Chardonnay, de Montmaus, a $65,00 dólares.

 

 

Ainda é oferecido aos passageiros apreciadores de vinhos a possibilidade de realiza uma degustação de 5 vinhos italianos da região da Toscana ou do Piemonte, à sua escolha, ao valor de $17,50 (mais taxa de 15% de serviço).

Aos amantes de vinho e do mar, não há melhor opção do que degustar um branco, um tinto, ou mesmo um espumante enquanto aprecia o pôr do sol refletindo-se na aparente infinidade do oceano.

 

 

Um beijo e um brinde!

Marcio Morena/ Enólogo

 

 

Sobre Luis Guilherme

View all Posts

Luis Guilherme Zenga, Jornalista, 20 anos com passagens por diversas editorias desde Área Têxtil, Moda, Beleza, Cidades, Entretenimento e há 10 anos apaixonado pela editoria de Gastronomia e Turismo. Criei o Conceito de Luxo Magazine, por ter a cobrança de meu leitor em dar a minha opinião pessoal sobre as matérias que escrevo nos veículos que atuo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*